LIPOASPIRAÇÃO

LIPOASPIRAÇÃO
A cirurgia de lipoaspiração consiste na aspiração de gordura através de cânulas. Ela pode ser feita em diversas partes do corpo, desde que haja gordura localizada. A cirurgia pode ser classificada em pequena, média ou grande, variando de acordo com a quantidade de gordura retirada e partes do corpo abordadas. Geralmente é retirado, no máximo, 5% do peso do corporal.

Como é realizada a cirurgia?

Primeiramente é infiltrada uma solução composta por soro fisiológico e adrenalina. As cânulas são introduzidas através da pele e chegam ao tecido adiposo (camada que vem logo após a pele), de onde aspiram - através de um sistema de vácuo - a gordura localizada. Os pontos em que são inseridas as cânulas variam de acordo com a anatomia do paciente e a técnica usada pelo cirurgião.

Qual anestesia é utilizada?

A lipoaspiração pode ser feita com anestesia geral, peridural ou local, dependendo da quantidade de regiões abordadas. Caso a anestesia seja geral, há a necessidade de intubação orotraqueal e uso de aparelhos que ajudam a respiração.
 

Como fica a cicatriz da lipoaspiração

Em geral, as cicatrizes de lipoaspiração medem cerca de meio centímetro, mas podem ficar quase imperceptíveis com o tempo, e não causam incômodo.

Indicação para a lipoaspiração

Os candidatos a esta cirurgia plástica são pacientes com gordura localizada e que dificilmente responde com exercícios, dietas ou exercícios. A lipoaspiração não é considerada um tratamento para obesidade, tampouco para emagrecimento. Seu objetivo é a modelagem corporal e não a eliminação de peso.

Como funciona a recuperação?

A recuperação desta cirurgia é rápida, já que existem poucos ou nenhum ponto de costura cirúrgico. Uma semana depois já é possível voltar ao trabalho, desde que ele não exija muito esforço físico e cerca de um mês depois a rotina volta totalmente ao normal. Podem ser necessários medicação analgésica, que deve ser prescrita pelo médico, e antibióticos, para prevenir infecções.
O uso de cinta modeladora é indispensável após a lipoaspiração. Essa vestimenta deve ser usada o dia todo e retirada apenas para o banho.
O retorno à atividade física pode ser feito de 20 a 30 dias após a cirurgia, mas de maneira leve, e com evolução progressiva até que se retorne ao nível de exercício anterior.
 
*O resultado da cirurgia plástica varia de acordo com cada paciente e organismo.
Tratamentos e Cirurgias que vão muito além da vaidade

Conheça as dúvidas mais frequentes sobre os procedimentos realizados pelo Dr. Luiz Carlos

  • Em quais regiões posso fazer a lipoaspiração?
  • O foco é eliminar gordura localizada, sendo assim, você pode fazer: Lipo nas costas, Lipo no braço, Lipo nas coxas, Lipo nos flancos, Lipo no culote, Lipo na papada e Lipoaspiração pubiana.
  • O pós-operatório é doloroso?
  • Isso varia de pessoa para pessoa. O que é muito comum é a sensação de desconforto pelo inchaço e a dor de quando a área operada é pressionada. Porém isso é facilmente tratado por meio dos analgésicos receitados.
  • Quais são os riscos da lipoaspiração?
  • Na cirurgia de lipoaspiração há as complicações comuns a qualquer cirurgia, como sangramento, infecção, trombose venosa, tromboembolismo pulmonar e óbito. Os riscos específicos são: depressão da região, alterações na pele - como flacidez e rugosidade -, alteração de coloração e até necrose da pele, além, claro, da insatisfação com os resultados.
  • Qual o máximo de gordura posso retirar do corpo?
  • Pela regra médica, a cirurgia de lipoaspiração permite que sejam retirados com segurança de 5 a 7% do peso ideal em gordura. Ou seja, essa porcentagem é calculada com base no MMC de cada paciente.