RITIDOPLASTIA

RITIDOPLASTIA
AMENIZE A FLACIDEZ DE SUA PELE COM A RITIDOPLASTIA

O que é Ritidoplastia?

Também conhecida como cirurgia da face, a Ritidoplastia é um procedimento cirúrgico que tem o objetivo de amenizar os sinais visíveis de envelhecimento no rosto e pescoço.
A técnica consiste na remoção do excesso de pele, além de posicionar as estruturas faciais para rever parcialmente o efeito do envelhecimento facial de cada pessoa.

Tipos de Ritidoplastia

A Ritidoplastia realizada para melhorar o aspecto de envelhecimento do rosto é dividida para cada área, recebendo um nome diferente para cada uma delas:

Ritidoplastia do terço inferior;
A ritidoplastia do terço inferior tem como objetivo promover o rejuvenescimento da parte inferior da face. A técnica consiste em elevar os tecidos conjuntivos e muscular subjacente, conhecidos como SMAS, esticando a pele do paciente e removendo o excesso.

O procedimento é indicado, principalmente, para pacientes que reclamam da formação de papadas, por exemplo, ou que tenham queixas sobre essa região da face.
A técnica pode ser associada a uma lipoaspiração, visando definir melhor o contorno facial.

Ritidoplastia do terço médio;
Quando a cirurgia plástica visa corrigir imperfeições da área central da face, ela é chamada de ritidoplastia do terço médio e envolve a região das bochechas, rugas que possam surgir na área das pálpebras e, também, o sulco naso-labial, conhecido como bigode chinês.

Para realização do procedimento, o especialista reposiciona as bolsas de gordura identificadas na face do paciente em conjunto com a remoção do excesso de pele.
Uma associação comum da cirurgia é com a blefaroplastia, que consiste na correção das pálpebras e, assim como a ritidoplastia, também está relacionada ao envelhecimento.

lifting coronal
O lifting frontal é realizado com o objetivo de amenizar as marcas de envelhecimento presentes na fonte, como linhas de expressão da testa, dobra glabelar (região entre as sobrancelhas) e queda das sobrancelhas. A técnica permite remover o excesso de pele da região, além de tratar alguns músculos faciais.

Além dos procedimentos específicos que têm como objetivo melhorar o aspecto de uma região determinada da face, é possível optar pela Ritidoplastia geral que permite corrigir todas as áreas durante um mesmo procedimento.
Nesse caso ou nos demais apresentados, apenas um cirurgião plástico poderá determinar qual tipo de ritidoplastia é o mais indicado para o caso, de acordo com a condição de saúde do paciente e os objetivos dele com a técnica.
 

Indicação da Ritidoplastia

À medida em que o tempo passa, a pele da face perde sua elasticidade. Isso resulta em um aumento da flacidez cutânea e modificação do contorno facial.
Geralmente uma ou mais alterações a seguir estão presentes:
•    Aprofundamento da linha ou sulco que desce lateralmente ao nariz em direção ao canto da boca, formando o chamado “bigode chinês”;
•    Perda do contorno da mandíbula com a queda dos tecidos dando uma aparência de “bochecha de buldogue”;
•    Rugas profundas na bochecha e depressão na área da maçã do rosto denunciando um semblante cansado ao redor dos olhos;
•    Pele frouxa, pregas verticais, linhas horizontais e excesso de gordura na região do pescoço ressaltando a papada.
Ao contrário do que se pensa, a ritidoplastia atual não traciona demasiadamente a pele, não distorce e nem estica o canto da boca e o dos olhos.

A ritidoplastia é indicada, principalmente, para pessoas com idade avançada ou para aquelas que têm grande envelhecimento na pele do rosto, como rugas e sulcos, que podem ser acelerados por diversos fatores, como:
•    tabagismo;
•    predisposição genética;
•    exposição excessiva aos raios solares;
•    maus hábitos alimentares.

Como é feita a Ritidoplastia

A cirurgia se inicia sob anestesia local com sedação ou geral, dependendo da indicação do anestesista ou da preferência do cirurgião e em conformidade com o paciente.
As incisões são postas de forma a camuflar ao máximo sua aparência e, assim, contornam as orelhas, sobem em direção ao couro cabeludo e, posteriormente, penetram na região pilosa de forma horizontal ou descendente. 
Todas as estruturas da face são reposicionadas removendo-se os excessos de pele. Dura cerca de quatro a cinco horas, dependendo das associações cirúrgicas como pálpebras, sobrancelhas, mento, injeções de gordura, lipoaspirações etc. 
O paciente sai da sala de operações com curativo que é mantido por 24 horas, quando é feita a primeira troca por outro mais fino, o qual permanece por mais dois ou três dias.
*O resultado da cirurgia plástica varia de acordo com cada paciente e organismo.
Tratamentos e Cirurgias que vão muito além da vaidade

Conheça as dúvidas mais frequentes sobre os procedimentos realizados pelo Dr. Luiz Carlos

  • Como deve ser o repouso da Ritidoplastia?
  • Repouso de atividades físicas e limitação de movimentos bruscos e amplos. Deitar com o tronco elevado por almofadas e travesseiros. Não deitar de lado ou de bruços até que seja autorizado pelo seu cirurgião. Banhos molhando a cabeça somente com a autorização da equipe cirúrgica (geralmente no dia seguinte à cirurgia). Mantenha sua cabeça elevada por dois travesseiros por um mínimo de duas semanas, • Não levante peso por quatro semanas, • Faça uma dieta equilibrada, • Beba bastante líquido • Mantenha as incisões e a face limpas, Use protetor solar de no mínimo FPS 50 e chapéu de sol quando sair de casa, Não tenha muita exposição solar por no mínimo 3 meses.
  • Não existe uma maneira de se conseguir um rejuvenescimento facial sem cirurgia?
  • A partir dos 40 anos é uma boa idade para procurar uma avaliação sobre uma possível cirurgia plástica de rejuvenescimento facial, mas em uma grande parte dos casos ela só estará indicada a partir dos 45 anos ou mais. Na verdade, na maioria das vezes é o próprio paciente que irá sentir qual é o seu momento de realizar um procedimento de rejuvenescimento facial.
  • O que leva os pacientes a procurarem a cirurgia de rejuvenescimento facial?
  • O(a) paciente vem ao consultório queixando-se das rugas e sulcos da face, mas no geral buscando um rejuvenescimento da face. Muitas vezes o(a) paciente procura por uma cirurgia plástica de pálpebras, mas quando entende que este procedimento não vai proporcionar toda a mudança que deseja, se convence que deve fazer uma cirurgia na face toda.
  • Qual a melhor idade para fazer a cirurgia?
  • A partir dos 40 anos é uma boa idade para procurar uma avaliação sobre uma possível cirurgia plástica de rejuvenescimento facial, mas em uma grande parte dos casos ela só estará indicada a partir dos 45 anos ou mais. Na verdade, na maioria das vezes é o próprio paciente que irá sentir qual é o seu momento de realizar um procedimento de rejuvenescimento facial.